March 8, 2017 / 3:33 PM / in 5 months

Bovespa cai com Gerdau em destaque de baixa; cena política e exterior seguem no radar

4 Min, DE LEITURA

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista caía nesta quarta-feira, com os papéis preferenciais da Gerdau e da sua holding Metalúrgica Gerdau liderando as perdas após acordo de permuta de ações, enquanto o cenário político local seguia como fator de cautela entre os investidores.

Às 12:05, o Ibovespa caía 0,81 por cento, a 65.211 pontos. O giro financeiro era de 2,22 bilhões de reais.

Os mercados lá fora também amparavam o viés negativo da Bovespa, com os dados de emprego no setor privado nos Estados Unidos elevando as chances de uma alta na taxa de juro norte-americana na próxima semana. Houve criação de 298 mil postos de trabalho no setor privado em fevereiro, muito acima da expectativa de economistas em pesquisa Reuters, de criação de 190 mil vagas. Os dados antecedem os números mais amplos do mercado de trabalho no país, que saem na sexta-feira e devem chancelar a alta de juros pelo Federal Reserve na próxima semana.

Ainda no exterior, a China registrou seu primeiro déficit comercial em três anos em fevereiro, com o aumento maior que o esperado nas importações de commodities. No entanto, alguns analistas atribuem o resultado a distorções provocadas pelas celebrações do Ano Novo Lunar, que começou no final de janeiro este ano, mas caiu em fevereiro no ano passado.

Localmente, o tom ainda é de cautela no cenário político, com investidores preferindo evitar grandes movimentos enquanto aguardam novidades no âmbito da operação Lava Jato e esperam avanços de reformas consideradas importantes para a recuperação da economia, como a da Previdência.

Nesta quarta-feira, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, intensificou as conversas com deputados em busca do avanço da proposta sem grandes mudanças em relação ao texto apresentando pela equipe econômica do governo do presidente Michel Temer.

Destaques

- GERDAU PN perdia 5,07 por cento, enquanto a holding METALÚRGICA GERDAU PN recuava 4,92 por cento, sendo os dois papéis de destaque na ponta negativa do Ibovespa, após celebrarem contrato de permuta de ações. O acordo prevê a troca de 34.209.522 ações ON da Gerdau detidas pelo banco BTG Pactual por 33.358.668 papéis PN da siderúrgica detidos pela holding. As ações ON da Gerdau, que não fazem parte do Ibovespa, disparavam 16,35 por cento.

- PETROBRAS PN caía 1,38 por cento e PETROBRAS ON perdia 1,51 por cento, em dia de fraqueza nos preços do petróleo. Também no radar estava a notícia de que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) determinou que a estatal refaça e reapresente as demonstrações financeiras anuais completas de 2013, 2014 e 2015.

- ECORODOVIAS ON tinha baixa de 1,75 por cento, em sessão de baixa para as concessionárias em meio à alta nas taxas de juros futuros. CCR ON perdia 0,9 por cento e RUMO recuava XX por cento.

- BRADESCO PN tinha baixa de 0,79 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN se desvalorizava 0,66 por cento, ajudando a pressionar o índice, dado o peso das ações em sua composição.

- MRV ON subia 2,53 por cento, liderando as altas do Ibovespa, após reportar lucro líquido de 142 milhões de reais no quarto trimestre de 2016, alta de 1,2 por cento ante o mesmo intervalo de 2015. Em teleconferência sobre o balanço, o co-presidente da construtora, Eduardo Fischer, citou potencial de alta em vendas e preço de unidades em 2017, dada a melhora das condições macroeconômicas e as novas regras do programa Minha Casa Minha Vida.

Por Flavia Bohone

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below