JBS vê recuperação de margem com melhores preços internacionais e menor custo de insumos

terça-feira, 14 de março de 2017 11:38 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A JBS vislumbra recuperação das margens em 2017 diante de preços de venda internacionais melhores e custos de insumos cedendo, de acordo com o diretor-presidente global da gigante de alimentos, Wesley Batista.

Em teleconferência com analistas sobre o resultado do quarto trimestre e de 2016, o executivo ponderou que acredita em um melhora gradativa, mas disse estar "bem otimista" para o ano.

"De forma geral, acreditamos e não vemos por que não assistir a uma melhora gradual trimestre a trimestre dos preços internacionais, que claramente ajuda na recuperação de margens, atrelada a um custo de insumo menor", afirmou.

Os executivos da companhia também trabalham com um cenário de mercado doméstico mais estável do ponto de vista de demanda.

Na noite de segunda-feira, a JBS divulgou lucro líquido de 694 milhões de reais para os últimos três meses de 2016, revertendo resultado negativo sofrido um ano antes, abaixo do esperado por analistas.

A empresa encerrou 2016 com margem Ebitda de 6,6 por cento ante 8,2 por cento em 2015.

Por volta das 11:30, as ações da companhia subiam 2,5 por cento, a 11,91 reais, na bolsa paulista, enquanto o Ibovespa recuava 0,96 por cento.

O analista do Credit Suisse Victor Saragiotto avaliou que a JBS apresentou números mais fracos do que o esperado, mas vê a empresa melhorando seu desempenho operacional e o fluxo de caixa, conforme relatório enviado a clientes.

Ele atrela essa melhora ao bom resultado nas unidades de carnes bovina e suína nos Estados Unidos, menor custo de grão em dólar para Pilgrims e a recente queda no preço do gado no Brasil que deve continuar ao longo do ano.   Continuação...