Embraer vai abrir operação no Vale do Silício de olho em inovação

terça-feira, 14 de março de 2017 19:18 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Embraer, terceira maior fabricante de aviões comerciais do mundo, anunciou nesta terça-feira que vai estabelecer equipes no Vale do Silício e em Boston, nos Estados Unidos, para colaboração com empresas de tecnologia iniciantes, investidores e acadêmicos.

A companhia brasileira também está reforçando operações em Melbourne, Flórida, onde produz jatos executivos e que vai agora contribuir diretamente com departamentos de engenharia no Brasil.

Antonio Campello, diretor de inovação da Embraer, citou tecnologias como inteligência artificial, robótica, realidade virtual e veículos autônomos ao citar o foco do programa que tem como objetivo "transformar o transporte aéreo global".

A Embraer não é a primeira fabricante de aviões a buscar novas ideias e talentos no centro de tecnologia dos EUA.

Em 2015, a Airbus contratou um ex-executivo do Google para dirigir um centro de inovação no Vale do Silício e criou um fundo de 150 milhões de dólares.

Os escritórios no Vale do Silício e em Boston também darão à Embraer acesso melhor a pesquisadores e instituições de pesquisa de universidades como Stanford, Harvard e Massachusetts Institute of Technology, as três universidades mais inovadoras do mundo segundo um ranking global compilado pela Reuters.

(Por Brad Haynes)