Ministério da Fazenda é invadido por manifestantes contra reforma da Previdência

quarta-feira, 15 de março de 2017 09:55 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Ministério da Fazenda em Brasília foi invadido nesta quarta-feira por centenas de manifestantes como parte do "Dia Nacional da Mobilização", contra as reformas da Previdência e trabalhista.

Vidros do prédio foram quebrados com a invasão, ocorrida ainda de madrugada. Manifestações em várias cidades do país com o mesmo objetivo estão ocorrendo nesta manhã, com grande foco em São Paulo, onde parte do transporte público estava paralisado.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, é o grande condutor da reforma da Previdência dentro do governo, que prevê mudanças importantes na atual legislação. Uma das mais criticadas pelos trabalhadores é o tempo de 49 anos para que alguém consiga se aposentar com o teto, além da regra de transição.

O Ministério da Fazenda ainda não se manifestou sobre a invasão, organizada por movimentos sociais. Em nota, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) informou que a "perda de direitos e os retrocessos promovidos pelo governo (do presidente Michel) Temer são os principais motivadores da ocupação, que tem sua centralidade na luta contra a reforma da Previdência".

(Texto de Patrícia Duarte)