Ibovespa fecha em alta de 1% com redução de pressão negativa do setor de carnes

segunda-feira, 20 de março de 2017 18:13 BRT
 

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou em alta nesta segunda-feira, recuperando parte das perdas do pregão anterior, conforme a pressão do setor de carnes diminuiu e abriu espaço para investidores buscarem oportunidades de compra no mercado.

O Ibovespa subiu 1,05 por cento, a 64.884 pontos. O giro financeiro foi de 12,23 bilhões de reais, já incluindo o vencimento de opções sobre ações, que movimentou 3,1 bilhões de reais na primeira parte do pregão.

O mercado acionário brasileiro abriu com fraqueza e chegou a cair 0,83 por cento na mínima do dia, ainda sob pressão dos efeitos da operação Carne Fraca, da Polícia Federal, para desarticular uma organização criminosa envolvendo fiscais agropecuários federais e cerca de 40 empresas. Na sexta-feira, a aversão com a operação da PF contaminou o mercado, levando o índice a fechar em baixa de mais de 2 por cento.

"A queda foi muito brusca... Então o mercado foi buscar pechinchas", disse o analista da Clear Corretora Raphael Figueredo, acrescentando que ainda é cedo para dizer que os impactos negativos foram deixados para trás.

A divulgação da operação da PF levou alguns importantes países compradores de carne brasileira a suspender ou elevar as exigências para a importação do produto.

O setor de carnes na bolsa paulista perdeu em conjunto um total de 6,64 bilhões de reais em valor de mercado em apenas dois pregões, considerando o valor de fechamento das quatro ações do setor, JBS, BRF, Marfrig e Minerva.

DESTAQUES   Continuação...