Preocupações com reformas nos EUA pressionam índices acionários europeus

terça-feira, 21 de março de 2017 14:52 BRT
 

Por Danilo Masoni

LONDRES (Reuters) - Os mercados acionários europeus fecharam em queda nesta terça-feira, revertendo os ganhos anteriores uma vez que o nervosismo com a capacidade do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de avançar com as reformas apagou as notícias sobre o debate dos candidatos à Presidência na França.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,5 por cento, a 1.481 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu 0,53 por cento, a 376 pontos.

Mais cedo, o STOXX 600 havia chegado a avançar 0,4 por cento, atingindo a máxima de 15 meses.

Trump advertiu os parlamentares republicanos nesta terça-feira de que os eleitores poderiam puni-los se não aprovarem um projeto de lei para desfazer o Obamacare, em uma nova pressão na primeira grande disputa legislativa de sua Presidência.

"As preocupações de que os republicanos não têm votos suficientes para aprovar a legislação de saúde (estão) afetando as ações e direcionando as apostas no mercado já que isso provavelmente provocará atrasos na legislação tributária também", disse Stephane Ekolo, estrategista-chefe do Market Securities.

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos deve votar o projeto na quinta-feira.

As perspectivas de cortes tributáriose e grandes estímulos fiscais nos EUA ajudaram os mercados acionários europeus a registrar forte alta nos últimos meses, somando-se a dados econômicos fortes na região e a uma temporada de resultados favoráveis.

Nesta terça-feira, os bancos começaram com força depois que as preocupações com a eleição francesa foram aliviadas uma vez que o centrista Emmanuel Macron consolidou sua posição de favorito no primeiro debate presidencial na televisão.   Continuação...