23 de Março de 2017 / às 16:05 / 6 meses atrás

Embarques de petróleo saudita para China crescem 5% em fevereiro ante janeiro

PEQUIM (Reuters) - A Arábia Saudita manteve sua posição como principal fornecedor de petróleo da China em fevereiro, dois meses após os primeiros cortes na produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) em quase uma década, com embarques crescendo 5 por cento em uma base diária ante janeiro, segundo dados publicados nesta quinta-feira.

A China importou em fevereiro 4,77 milhões de toneladas de petróleo bruto da Arábia Saudita, ou cerca de 1,24 milhão de barris por dia (bpd), segundo dados da Administração Geral das Alfândegas da China.

O volume foi superior ao 1,18 milhão de bpd exportado aos chineses no mês anterior. As importações chinesas da Arábia Saudita, no entanto, caíram 12,9 por cento em relação ao ano anterior.

A Rússia foi o segundo maior fornecedor da China, com embarques de 4,29 milhões de toneladas, ou 1,12 milhão de bpd, um ganho de 4,5 por cento em relação ao ano anterior e de 3,7 por cento em relação ao patamar de janeiro de 1,08 milhão de bpd.

Angola ficou em terceiro lugar, com os suprimentos caindo cerca de 32 por cento, ante um ano atrás, para uma taxa diária de pouco menos de 850 mil bpd, mostraram os dados mostraram.

Por Chen Aizhu

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below