ENTREVISTA-Mega produtor de grãos do Nordeste vê faturamento disparar e planeja abrir banco

quinta-feira, 23 de março de 2017 16:12 BRT
 

Por Roberto Samora

BALSAS, Maranhão (Reuters) - O grupo Risa, um dos maiores do agronegócio do Nordeste, projeta para este ano um aumento de mais de 50 por cento no faturamento da companhia na comparação com 2016, quando a safra foi dizimada por uma severa seca, e tem planos ousados de abrir um banco para incrementar o negócio daqui mais algumas safras.

Contudo, o forte aumento de área de produção e um clima benéfico para a safra atual (2016/17) não necessariamente representarão uma nova expansão de plantio já na próxima temporada porque há um passivo da quebra de safra 2015/16 a ser resolvido, afirmou à Reuters o proprietário e diretor-presidente do grupo Risa, José Antonio Gorgen.

"O baque da safra passada foi muito grande", declarou Gorgen, um agricultor que chegou com poucas posses à região de Balsas (MA) há pouco mais de 30 anos e que hoje comanda um negócio que faturou mais de meio bilhão de reais em 2015.

A companhia com atuação no Piauí e Maranhão em diversos segmentos do agronegócio, como produção agrícola, trading, fertilizantes, agroquímicos, logística e revenda de máquinas agrícolas, deverá adotar uma postura mais conservadora na próxima temporada (2017/18), mantendo a área plantada.

Isso porque em um ambiente de preços mais baixos no país, com uma super safra, o pagamento de todos os compromissos que ficaram pendentes após as perdas de 2015/16 exigirá uma boa colheita de soja e muito mais.

A contabilização da receita de 2016 ainda não está fechada, mas o empresário revelou que provavelmente deverá cair para cerca de 396 milhões de reais, ante 522 milhões de reais em 2015, em função do peso da divisão agrícola no faturamento total do grupo.

Por outro lado, em 2017 o faturamento da companhia deverá atingir ou superar 600 milhões de reais, com elevadas produtividades que vêm sendo registradas nos campos e com uma estratégia de comercialização adequada.

Questionado se esses bons resultados favoreceriam um aumento de área, ele afirmou: "Vai só pagar as contas".   Continuação...