Bovespa fecha estável, de olho na política; Marfrig é destaque positivo

quinta-feira, 23 de março de 2017 18:25 BRT
 

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista fechou praticamente estável nesta quinta-feira, com o cenário político local despertando cautela dos investidores e com as ações da empresa de alimentos Marfrig liderando os ganhos do dia.

O Ibovespa fechou com leve variação positiva de 0,01 por cento, a 63.530 pontos. O giro financeiro somou 8,78 bilhões de reais.

A Câmara dos Deputados concluiu na noite passada a votação do projeto que regulamenta a terceirização no mercado de trabalho e também altera regras para contratação temporária. O placar de 231 votos contra 188 lançou dúvidas sobre a capacidade do governo do presidente Michel Temer para aprovar outras medidas no Congresso Nacional.

"Se tivesse esse placar na reforma da Previdência ela não passaria", disse o economista-chefe da corretora Modalmais, Alvaro Bandeira, referindo-se à necessidade de 308 votos para aprovar uma proposta de emenda à Constituição.

"Pode ser uma forma de pressionar o presidente para conseguir mais concessões", disse, acrescentando que esta semana o próprio governo já abriu margem para recuos ao tirar os servidores estaduais e municipais da proposta.

Em outra frente, o governo federal divulgou um rombo de 58,2 bilhões de reais nas contas públicas para o cumprimento da meta fiscal deste ano, mas não revelou quanto cortará do Orçamento, deixando o anúncio do contingenciamento e um possível aumento de impostos somente para a próxima terça-feira.

O exterior também favoreceu a cautela, com operadores de olho no andamento das negociação para votação de um projeto do sistema de saúde nos Estados Unidos. Durante a tarde, a Câmara dos Deputados norte-americana adiou a votação, mantendo a dúvida do mercado sobre a força capacidade do presidente norte-americano de cumprir outros pontos de sua agenda que precisam da apoio do Congresso.

  Continuação...