CORREÇÃO(OFICIAL)-China reabre mercado para carne brasileira, Temer diz esperar que outros sigam exemplo

sábado, 25 de março de 2017 14:18 BRT
 

(Corrige no 4º parágrafo que a fábrica em Lapa (PR) é detida pela JBS, e não pela BRF, de acordo com retificação do ministério da Agricultura)

BRASÍLIA (Reuters) - A China reabriu o mercado para as importações de carne brasileira após intensa mobilização do governo para a retomada dos desembaraços aduaneiros, e o presidente Michel Temer disse neste sábado esperar que outros países sigam o exemplo do parceiro asiático após escândalo envolvendo a fiscalização dos produtos no Brasil.

A China havia divulgado uma suspensão temporária das importações na segunda-feira, após as denúncias da Polícia Federal sobre supostas propinas pagas para venda de produtos sem inspeção, no âmbito da operação Carne Fraca.

Agora, os produtos brasileiros poderão voltar a ser importados pelo país, com exceção daqueles provenientes dos 21 frigoríficos sob suspeita, cujas licenças de exportação já haviam sido suspensas pelo governo brasileiro.

Segundo o ministério da Agricultura, apenas a fábrica da JBS em Lapa, no Paraná, havia exportado para a China nos últimos 60 dias.

Em outra frente, a China também bloqueará e recolherá do país os produtos cujos certificados foram assinados por sete técnicos investigados na operação Carne Fraca.

As importações brasileiras de carne já começaram a ser liberadas em Xangai, afirmou uma fonte ouvida pela Reuters em Pequim.

"Estamos plenamente confiantes que outros países seguirão o exemplo da China", afirmou o presidente Michel Temer, em nota, na qual ressaltou que o posicionamento chinês representa uma confirmação do trabalho de esclarecimento feito pelo governo brasileiro nos últimos dias.   Continuação...