China vai se abrir mais para investimento estrangeiro, diz presidente do BC

segunda-feira, 27 de março de 2017 10:22 BRT
 

BOAO, China (Reuters) - A China vai reduzir o número de setores fechados ao investimento estrangeiro, disse o presidente do banco central do país, Zhou Xiochuan.

Mas Zhou também destacou que, à medida que seu país se abrir mais, "queremos que a China tenha tratamento justo no exterior".

Entre os setores financeiros que devem ter mais abertura na China estão bancos, seguradoras, bancos de investimento e empresas de pagamentos, disse ele ao Fórum de Boao para a Ásia.

Zhou disse que Pequim está negociando com o Japão, países europeus e da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean, na sigla em inglês) sobre acordos bilaterais de comércio e investimento, mas está "esperando que o novo governo dos Estados Unidos decida" como avançar com os acordos.

O presidente do BC também disse esperar que mais países comecem a enfatizar a política fiscal e a reforma estrutural, conforme termina o período de política monetária frouxa.

As autoridades chinesas enfatizaram a necessidade de se concentrar na reforma estrutural ao invés de apenas no crescimento rápido. O Banco do Povo da China mudou para um viés de aperto em um esforço para pressionar especuladores e controlar bolhas de ativos, elevando os juros do mercado monetário primário várias vezes desde o final de janeiro.

(Por Elias Glenn)