Suzano eleva preço da celulose nos EUA e Europa em US$40 a partir de abril

segunda-feira, 27 de março de 2017 11:39 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Suzano anunciou nesta segunda-feira alta de 40 dólares no preço da tonelada de celulose vendida na América do Norte e na Europa, o reajuste é válido a partir de abril.

O preço lista na Europa será de 780 dólares por tonelada e, na América do Norte, o novo preço será 960 dólares. "A Suzano entende que os fundamentos de mercado neste momento suportam esse anúncio", afirmou a empresa em comunicado.

O reajuste da Suzano acompanha anúncio semelhante feito na semana passada, pela rival Eldorado Brasil, que elevou seus preços também em 40 dólares nas mesmas regiões, afirmando que "além da sólida demanda no mercado, a companhia entende que os aumentos anteriores já foram absorvidos".

Em 17 de março, a maior do setor, Fibria anunciou aumento de 40 dólares na tonelada da celulose para Europa e América do Norte a partir de abril, e de 20 dólares na Ásia.

As produtoras brasileiras de celulose promoveram uma série de reajustes nos preços, elevando os valores para o principal comprador, a Ásia, quatro vezes neste ano.

Analistas afirmam que o movimento tem sido apoiado em atraso na entrada de novas capacidades de produção no mercado e que nos próximos meses as condições favoráveis para os reajustes devem perder força, desencadeando um movimento de preços para baixo.

Às 11:37, as ações da Fibria exibiam queda de 1,4 por cento, Suzano perdia 0,7 por cento, enquanto a Klabin mostrava ganho de 1,1 por cento. O Ibovespa tinha queda de 0,6 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)