Blairo vê dificuldades para carne do país recuperar confiança no exterior

segunda-feira, 27 de março de 2017 20:15 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - A prioridade do governo brasileiro é restabelecer as exportações de carnes suspensas por alguns países devido às notícias relacionadas à operação Carne Fraca e num segundo momento o objetivo é reconquistar a confiança dos consumidores no exterior, o que não será fácil, afirmou a jornalistas o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, nesta segunda-feira.

"Nós teremos problemas. Nossa imagem foi muito atacada nos últimos dias. Os comentários são muito ruins e não se pode esquecer que os nossos concorrentes estão se aproveitando desse momento de fragilidade para fazer os mercados serem direcionados para eles", disse o ministro.

O Brasil é o maior exportador global de carne de frango e tem figurado na liderança também da exportação de carne bovina.

No último sábado, China, Egito e Chile anunciaram a reabertura de seus mercados para a importação de carne brasileira, movimentos que foram comemorados pelo governo, que se mobilizou nos últimos dias para tentar diminuir o dano às exportações após o escândalo de propina envolvendo a fiscalização dos produtos no Brasil.

Mas embargos ainda impostos por Hong Kong e Catar às carnes brasileiras preocupam exportadores de aves e suínos do Brasil, disse nesta segunda-feira a associação que representa as indústrias.

A propósito, o ministro disse que haverá uma conversa ainda na noite desta segunda-feira com autoridades de Hong Kong, para tentar convencer também este mercado a reabrir suas fronteiras ao mercado brasileiro.

"Acho que a mudança de posição da China pode ajudar (na reabertura de Hong Kong)", admitiu o ministro, sobre a mudança de posição dos chineses anunciada no sábado.

INCONFORMIDADES   Continuação...

 
Blairo Maggi concede entrevista em Brasília
 27/3/2017     REUTERS/Ueslei Marcelino