28 de Março de 2017 / às 16:13 / em 6 meses

Tarifa de energia deve cair 8% com ajuste após cobrança indevida em 2016, diz Aneel

(Reuters) - A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou em reunião nesta terça-feira um ajuste extraordinário que deverá reduzir em cerca de 8 por cento as tarifas das distribuidoras de eletricidade para devolver aos consumidores valores cobrados indevidamente em 2016, após um erro de cálculo.

O processo, que já havia sido anunciado na semana passada pela agência, vem após a Aneel reconhecer que as tarifas no ano passado incluíram valores referentes à usina nuclear de Angra 3, que ainda não entrou em operação.

A Aneel disse que a compensação aos consumidores se dará em duas etapas, durante os meses de abril e maio.

O efeito médio para todas distribuidoras do país será de 7,8 por cento, mas o impacto varia para cada empresa. Clientes da Eletropaulo, em São Paulo, sentirão redução de 12,44 por cento nas tarifas, enquanto na Light, no Rio de Janeiro, o consumidor verá queda de 5,35 por cento, segundo estimativa da Aneel.

Anteriormente, a agência havia proposto devolver os valores cobrados indevidamente no momento do reajuste de cada distribuidora, mas posteriormente voltou atrás e decidiu antecipar o ajuste.

“A percepção da redução tarifária nas faturas dos consumidores se dará de acordo com os ciclos de leitura e faturamento de cada um, podendo levar até dois meses para se completar”, explicou a Aneel, em nota.

A Aneel não detalhou os valores que serão devolvidos aos consumidores.

Por Luciano Costa, em São Paulo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below