March 29, 2017 / 2:05 PM / 4 months ago

JBS dará férias coletivas em 10 unidades de abate de bovinos no Brasil a partir de 2a-feira

2 Min, DE LEITURA

Unidade da JBS em Brasília. 17/03/2017Ueslei Marcelino

SÃO PAULO (Reuters) - A JBS vai dar férias coletivas aos funcionários de dez de suas 36 unidades de abate bovinos no Brasil, a partir da próxima segunda-feira, em medida para ajustar a capacidade da empresa às restrições impostas ao setor, impactado pela operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

De acordo com comunicado da maior processadora de carne bovina do mundo, o período de férias será de 20 dias, que podem ser prorrogados por mais dez se necessário.

"A medida é necessária em virtude dos embargos temporários impostos à carne brasileira pelos principais países importadores, assim como pela retração nas vendas de carne bovina no mercado interno nos últimos dez dias", disse a JBS.

Às 11:27, as ações da JBS exibiam estabilidade, cotadas a 10,55 por cento, enquanto o Ibovespa mostrava ganho de 0,44 por cento.

As unidades da JBS que terão férias coletivas estão localizada nos Estados de Mato Grosso (4), Mato Grosso do Sul (3), São Paulo (1), Goiás (1) e Pará (1).

De acordo com a empresa, "é imprescindível ajustar os volumes de produção para normalizar os níveis de estoques de produtos destinados ao mercado interno, assim como reescalonar a programação de embarques de produtos para os clientes do mercado externo que ficaram represados durante esse período, de forma a não sobrecarregar os sistemas de recebimento e estocagem dos mesmos".

A empresa reiterou que está empenhada na manutenção do emprego dos seus 125 mil funcionários no Brasil.

A JBS anunciou na semana passada a suspensão da produção de carne bovina em 33 de suas 36 unidades no país por três dias bem como a redução na sua capacidade produtiva desde o começo desta semana, enquanto monitorava os desdobramentos das restrições à carne do Brasil por vários mercados consumidores.

Desde então, China e Hong Kong, entre outros mercados, retiraram bloqueios para a importação de carne brasileira.

Edição Alberto Alerigi Jr.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below