Eletrobras defenderá nos EUA que foi vítima de corrupção

sexta-feira, 31 de março de 2017 13:23 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras vai se defender de uma ação coletiva movida por acionistas e aceita pela Justiça dos Estados Unidos com o argumento de que a companhia foi vítima dos casos de corrupção investigados na empresa pelas autoridades brasileiras, disse a jornalistas nesta sexta-feira o presidente da estatal, Wilson Ferreira Jr., após evento com acionistas em São Paulo.

"Isso está muito no início, o que eles fizeram foi aceitar a ação coletiva, e agora começa o processo, mas em fase extremamente preliminar...", disse Ferreira Jr..

"A Eletrobras é vítima nesse processo e tem feito todas responsabilizações. De executivos (envolvidos nos casos), alguns foram presos e outros demitidos da companhia, todos que estavam envolvidos... o que temos a nosso favor é a ação e a previdência que a companhia teve em todas instâncias do processo", comentou ele, acrescentando que a empresa está colaborando com as autoridades que investigam o caso.

(Por Luciano Costa)