Escala de embarques de soja do Brasil recua em meio a exportações aceleradas

segunda-feira, 3 de abril de 2017 18:32 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - O volume de soja previsto para ser embarcado no Brasil em abril, com navios já nomeados, está 28 por cento menor que no mesmo período de 2016, indicando operações portuárias mais eficientes e negócios de exportação com maior foco no curto prazo.

Navios estão aparecendo em 2017 nas escalas portuárias --principalmente em Santos e Paranaguá, os dois principais polos exportadores do Brasil-- com muito menos antecedência, uma vez que operadores enfrentam alguma dificuldade em realizar negócios com prazos mais longos, em meio a uma retração nas vendas de produtores, que buscam melhores preços.

A lista de navios nomeados para atracação futura no Brasil indica atualmente 8,2 milhões de toneladas de soja, ante pouco mais de 11 milhões na programação de embarques do início de abril de 2016, segundo dados da agência marítima Williams compilados pela Reuters.

"As filas estão menores, pois as tradings não estão conseguindo efetivar grandes aquisições no mercado físico, com baixas vendas de produtores", disse o analista de grãos da consultoria IEG FNP, Aedson Pereira.

"Com isso, não existem grandes nomeações de navios com muita antecedência em função da atual condição de mercado. Tradings não operam descobertas", acrescentou ele.

Isso, contudo, não deve impedir que o Brasil continue exportando volumes históricos.

No início de março, por exemplo, a escala de embarques futuros estava 41 por cento abaixo da registrada um ano antes.

Ainda assim, o país foi capaz de exportar 9,7 milhões de toneladas no mês passado, maior volume para um mês de março na história, superando em 8,6 por cento o mesmo mês em 2016, segundo estatísticas da Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) divulgadas nesta segunda-feira.   Continuação...

 
Funcionários trabalham em navio de carga que transportará soja para a China em terminal do Porto de Santos, no Brasil
13/03/2017
REUTERS/Paulo Whitaker