Preço médio de imóvel residencial no Brasil cai 1% no 1º tri, diz DMI-Viva Real

terça-feira, 4 de abril de 2017 14:52 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O preço médio de venda de imóveis residenciais no Brasil teve queda nominal de 1 por cento no primeiro trimestre ante o mesmo período de 2016, acumulando três trimestres consecutivos de baixa, segundo o índice DMI-VivaReal.

O levantamento, que contempla mais de 2 milhões de imóveis em 30 cidades do país, apurou um valor médio de 4.800 reais por metro quadrado de janeiro a março deste ano, o mais baixo desde o último trimestre de 2015.

Entre os municípios avaliados, Natal teve desvalorização nominal de 3,42 por cento, seguida por Brasília (1,63 por cento), São Paulo (0,87 por cento), Niterói (0,67 por cento) e São Bernardo do Campo (0,12 por cento).

A pesquisa mostrou, ainda, que Brasília liderou o ranking de cidades com o metro quadrado residencial mais caro (8.111 reais), ao lado de Rio de Janeiro (7.310 reais), São Paulo (6.825 reais), Recife (6.207 reais) e Vitória (5.755 reais).

ALUGUEL

Já o valor médio do aluguel residencial no país recuou 7,7 por cento no primeiro trimestre, para 23,08 reais por metro quadrado, ante 25 reais em igual intervalo de 2016.

Ao todo, 24 das 30 cidades analisadas tiveram queda nominal no preço médio para locação. As maiores baixas foram em João Pessoa (15,2 por cento), Niterói (11 por cento), Porto Alegre (10,3 por cento), Londrina (9,4 por cento) e Salvador (8,5 por cento).

São Paulo tinha o metro quadrado mais caro para aluguel (35,38 reais) e os bairros mais procurados foram Vila Mariana, Bela Vista, Pinheiros, Tatuapé, Moema, Butantã e Perdizes. Já o Rio de Janeiro apareceu na segunda posição (33,06 reais), seguido por Brasília (32,05 reais), Santos (29,63 reais) e Recife (25,71 reais).

(Por Gabriela Mello)