Governo fará até maio aditivo a contrato da VLI para garantir direito de passagem na ferrovia Norte-Sul

quarta-feira, 5 de abril de 2017 18:09 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal pretende fazer até maio um aditivo ao contrato da VLI, empresa que administra o trecho mais ao norte da ferrovia Norte-Sul, estabelecendo cotas de trens de terceiros que poderão acessar a ferrovia e preços para ceder o direito de passagem.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira pelo secretário de Coordenação de Projetos do Programa de Parceria de Investimentos (PPI), Tarcísio Gomes de Freitas.

A medida vinha sendo reivindicada por investidores que analisam a concessão do trecho central da Norte-Sul, entre Porto Nacional (TO) e Estrela D´Oeste (SP), e pedem regras claras patra terem acessos aos portos.

A VLI tem entre os sócios a mineradora Vale.

(Por Leonardo Goy)