México avalia eliminar tarifa de importação para milho do Brasil ou Argentina

quinta-feira, 6 de abril de 2017 17:44 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O México está considerando eliminar a tarifa de importação de milho para o produto do Brasil ou da Argentina, uma vez que o país busca reduzir a dependência de importações do cereal dos EUA, afirmou o ministro de Economia do pais, Ildefonso Guajardo, nesta quinta-feira.

Guajardo disse que as cotas de importação poderiam ser abertas a qualquer momento, durante um painel no Fórum Econômico Mundial, em Buenos Aires.

"Se eu tiver qualquer problema na negociação com a América Norte... Eu tenho o direito de estabelecer cotas de tarifa zero, se eu sentir a necessidade de fazê-lo", disse ele.

O México tem contado durante anos com importações de grãos dos países integrantes do tratado de livre comércio da América do Norte (Nafta).

Mas, dada a incerteza sobre o futuro do tratado, que o presidente dos EUA, Donald Trump, quer renegociar, o México começou a olhar para outros mercados.

O Brasil e Argentina estão entre os maiores exportadores globais de milho, após os EUA.

"Existe uma ambição de ter um acordo que realmente potencialize a relação comercial que temos com o Brasil e Argentina", disse Guajardo.

(Reportagem de Maximiliano Rizzi)