Grupo militante basco ETA entrega armas em fim a décadas de conflito

sábado, 8 de abril de 2017 14:13 BRT
 

BAYONNE, França/Madri (Reuters) - O grupo militante basco ETA encerrou efetivamente uma campanha separatista armada após quase meio século neste sábado, levando autoridades francesas aos locais onde guardava armas, explosivos e munição.

O ETA, que já matou mais de 850 pessoas em suas tentativas de construir um Estado independente no norte da Espanha e sudoeste da França, declarou cessar-fogo em 2011, mas não o desarmamento.

Fundado em 1959 pelo ódio entre os bascos contra a repressão política e cultural sob o regime do general Francisco Franco, o ETA (Euskadi Ta Askatasuna - País Basco e Liberdade) ganhou notoriedade como um dos grupos separatistas mais intratáveis da Europa.

O governo espanhol afirmou que a entrega de armas do ETA na cidade francesa de Bayonne foi positiva, mas insuficiente, e chamou o grupo para dissolver formalmente e se desculpar perante suas vítimas.

O desarmamento do ETA encerra uma era de violência política na Europa Ocidental, mas ocorre enquanto o nacionalismo se move por todo o continente, com a Escócia e a região espanhola da Catalunha buscando referendos de independência, enquanto Sinn Fein, movimento político irlandês, pediu uma votação pela retirada da Irlanda do Norte da Grã-Bretanha.

O ETA afirmou em carta à BBC mais cedo nesta semana que havia entregado suas armas e explosivos a civis intermediários que as entregariam às autoridades.

Os mediadores - conhecidos como "Artesãos da Paz" - passaram às autoridades uma lista com as coordenadas para oito locais onde o ETA armazenou seu arsenal, disse Michel Tubiana, representante dos mediadores, a jornalistas em Bayonne.

O esconderijo contém 120 armas de fogo, cerca de 3 toneladas de explosivos e diversas milhares de munições, disse ele.

Forças de segurança estavam agora em busca dos locais para neutralizar os explosivos e obter as armas, disse o Ministro do Interior francês, Matthias Fekl, em coletiva de imprensa em Paris. A polícia foi fotografada carregando sacolas dos locais ao redor de Bayonne.   Continuação...