Estudo da Estácio aponta não haver evidência de ação de CEO contra fusão com a Kroton

quarta-feira, 12 de abril de 2017 19:09 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Estácio Participações afirmou nesta quarta-feira que uma investigação interna apontou que não há evidências de que o presidente da companhia tenha trabalhado para tentar inviabilizar a fusão com a rival Kroton.

A investigação foi aberta para apurar denúncias de que o executivo teria discutido com advogados alternativas para inviabilizar a combinação de negócios entre Kroton e Estácio.

"A investigação conduzida pela companhia não encontrou qualquer evidência (...) de que o diretor-presidente tenha tomado qualquer medida que pudesse, sob qualquer forma, impedir, retardar ou dificultar o processo de combinação de negócios entre a Kroton e a Estácio", diz trecho do comunicado.

No mês passado, o conselho da Estácio afastou o presidente da empresa, Pedro Thompson, dos assuntos relacionados ao processo de fusão com a Kroton no Conselho Administrativo de Defesa Econômico (Cade), após denúncia anônima de que o executivo teria articulando contra a transação.

(Por Aluisio Alves)