Dólar despenca 1,34% e vai a R$3,10 com BC e esforços do governo com Previdência

segunda-feira, 17 de abril de 2017 18:12 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar encerrou a segunda-feira em queda de mais de 1 por cento e retornou ao patamar de 3,10 reais, com atuação do Banco Central no mercado e esforços do governo para manter o cronograma de votação da reforma da Previdência no Congresso Nacional animando os investidores.

O dólar recuou 1,34 por cento, a 3,1044 reais na venda, maior queda desde 15 de março passado, quando cedeu 1,83 por cento.

Na mínima da sessão, a moeda norte-americana marcou 3,0939 reais. O dólar futuro tinha baixa de 1,32 por cento no final da tarde.

"(O anúncio do swap) indica precaução do BC ao cenário geopolítico, assim como pontual cautela ao cenário político nacional em tempos de delações da Odebrecht", comentou a corretora H.Commcor em relatório a clientes.

Após do fechamento do pregão passado, o BC sinalizou que pretende rolar integralmente os 6,389 bilhões de dólares que vencem em maio em swaps cambiais tradicionais --equivalentes à venda futura de dólares.

No primeiro leilão, nesta sessão, foram vendidos todos os 16 mil contratos ofertados, equivalentes a 800 milhões de dólares.

A última vez que o BC rolou integralmente swaps tradicionais foi os com vencimento de fevereiro. Hoje, o estoque de swaps está em pouco menos de 18 bilhões de dólares.

"O BC... já se antecipou. Essa semana vai ser crucial, o governo vai mostrar se conseguiu agregar sua base, se ela tem alguma força", comentou a diretora de câmbio da corretora AGK, Miriam Tavares.   Continuação...

 
Pacote de notas de cinco dólares dos Estados Unidos
26/03/2015
REUTERS/Gary Cameron/File Photo