Dólar sobe ante o real, com movimento de correção

terça-feira, 18 de abril de 2017 18:47 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta frente ao real nesta terça-feira, com movimento de correção após ter ido à casa de 3,08 reais na mínima do dia e atrair importadores, e com temores dos investidores de que a reforma da Previdência possa sofrer ainda mais alterações e perder eficácia no ajuste fiscal do país.

O dólar avançou 0,29 por cento, a 3,1134 reais na venda, após chegar a 3,0882 reais na mínima da sessão. Na véspera, a moeda norte-americana já havia despencado mais de 1 por cento.

O dólar futuro tinha alta de cerca de 0,50 por cento no final da tarde.

"O dólar abaixo de 3,09 reais atraiu compradores", afirmou o superintendente da Correparti Corretora, Ricardo Gomes da Silva.

Durante boa parte do pregão, a moeda norte-americana trabalhou em baixa ante o real influenciada pelo cenário externo e com expectativas positivas sobre a aprovação da reforma da Previdência, sobretudo após o governo ter fechado acordo com a base aliada para diversas mudanças na proposta original.

No entanto, uma forte manifestação de policiais em frente ao Congresso Nacional durante a tarde contra a reforma da Previdência, considerada essencial para colocar as contas públicas do país em ordem, acendeu a luz amarela nos mercados.

"(A manifestação) contra a reforma também influenciou na alta do dólar, já que coloca pressão nos congressistas", comentou o operador da Advanced Corretora, Alessandro Faganello, destacando que isso pode significar novas mudanças no texto.

O texto final da reforma da Previdência foi praticamente fechado nesta terça-feira, dependendo de pequenos detalhes que serão acertados pelo governo com a base aliada, e prevê idade mínima para aposentadoria menor para mulheres e trabalhadores diferenciados e menos tempo de contribuição para receber a aposentadoria integral a que cada um tem direito.

O parecer do deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), relator do tema, será lido na manhã seguinte na comissão especial.

O Banco Central vendeu nesta sessão todo o lote de até 16 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Com isso, já rolou 1,6 bilhão de dólares do total de 6,389 bilhões de dólares que vencem em maio.

 
Pacote de notas de cinco dólares dos Estados Unidos
26/03/2015
REUTERS/Gary Cameron/File Photo