Western Digital pode buscar parceiros japoneses para oferta por unidade de chips da Toshiba

quinta-feira, 20 de abril de 2017 14:43 BRT
 

Por Makiko Yamazaki e Kentaro Hamada

TÓQUIO (Reuters) - A Western Digital, parceira norte-americana da Toshiba numa joint venture de semicondutores, está negociando com investidores apoiados pelo governo japonês sobre uma proposta conjunta pelo negócio de chips, disse um alto funcionário nesta quinta-feira.

"Queremos encontrar uma maneira de garantir que estamos alinhados com o INCJ e DBJ", disse à Reuters Mark Long, diretor financeiro, referindo-se ao fundo apoiado pelo Estado Innovation Network do Japão (INCJ) e o Development Bank of Japão (DBJ).

Perguntado se uma oferta conjunta era possível, Long disse: "Poderia ser".

A oferta conjunta com apoio de governo daria à Western Digital uma grande vantagem, pois representaria um selo de aprovação do governo.

Mas outra concorrente norte-americana, a fabricante de chips Broadcom, também está em negociações com o INCJ e a DBJ para uma oferta conjunta, disseram fontes à Reuters, potencialmente concorrendo com a Western pelo apoio do governo.

As fontes disseram que INCJ e DBJ estão considerando investir no negócio como um minoritário - movimento que ajudaria o governo impedir uma venda a investidores que julguem arriscados à segurança nacional.

A Toshiba, que espera registrar um prejuízo de 9 bilhões de dólares para o ano comercial iniciado neste mês, está vendendo a maior parte ou a totalidade da unidade de chips para preencher um enorme buraco no balanço deixado em sua unidade nuclear norte-americana Westinghouse, que no mês passado pediu proteção contra falência.

A Toshiba reduziu o total dos candidatos pela sua unidade de chips para quatro, as pessoas familiarizadas com o processo disseram: Western Digital, Broadcom, SK da Coreia do Sul Hynix e Foxconn.

A Western Digital, que opera uma fábrica de chips de memória com a Toshiba no Japão, discutiu questões antitruste com o conglomerado e ambos concordaram que não deveriam ser um obstáculo para uma oferta da Western Digital, disse Long.

(Com reportagem adicional de Tim Kelly e Yoshifumi Takemoto)