Dólar fecha em alta e encosta em R$3,16 com cautela dos investidores

quinta-feira, 20 de abril de 2017 18:44 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar subiu nesta quinta-feira e se aproximou de 3,16 reais, com investidores cautelosos antes do fim de semana prolongado, em meio às eleições presidenciais francesas e incertezas com o andamento da reforma da Previdência.

O dólar avançou 0,32 por cento, a 3,1574 reais na venda, maior valor de fechamento desde 14 de março, quando encerrou a 3,1693 reais. Na semana, o dólar subiu 0,35 por cento.

Na primeira parte dos negócios, contudo, a moeda norte-americana cedeu ante o real, influenciada pelo cenário externo e com algum alívio diante da cena política brasileira, após o governo ter conseguido garantir o regime de urgência para a votação da reforma trabalhista na Câmara dos Deputados.

Na mínima da sessão, o dólar recuou a 3,1322 reais e, na máxima, subiu a 3,1710 reais. O dólar futuro subia 0,22 por cento.

Os mercados continuam cautelosos diante do adiamento da votação da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados, e evitaram assumir posições antes do feriado de Tiradentes, que manterá as praças brasileiras fechadas nesta sexta-feira.

"Na dúvida, o mercado prefere dormir comprado (em dólar)", justificou um profissional da mesa de uma corretora local.

Mais cedo, predominou o maior otimismo após a Câmara dos Deputados ter aprovado na noite anterior requerimento para conferir regime de urgência à reforma trabalhista, possibilitando sua votação na próxima semana. Um dia antes, o governo havia sido derrotado nesta matéria, o que alimentou preocupações sobre a tramitação da reforma da Previdência, considerada fundamental para colocar as contas públicas em ordem.

"O governo conseguir reverter a derrota da urgência foi positivo, mostrando que ele está conseguindo se articular para ganhar consenso", afirmou mais cedo o economista da corretora Guide Investimentos Ignácio Crespo Rei.

O Banco Central vendeu, pelo quarto dia seguido, mais um lote de 16 mil contratos de swap cambial tradicional --equivalente à venda futura de dólares-- para rolagem dos contratos que vencem em maio. Dessa forma, já rolou 3,2 bilhões de dólares do total de 6,389 bilhões de dólares.

 
Pacote de notas de cinco dólares dos Estados Unidos
26/03/2015
REUTERS/Gary Cameron/File Photo