Eleição francesa leva risco para a economia mundial, diz ministro das Finanças da Alemanha

sexta-feira, 21 de abril de 2017 11:12 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - A eleição presidencial na França, com o primeiro turno marcado para este fim de semana, representa um risco para a economia global, disse o ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schaeuble, nesta sexta-feira.

Os eleitores franceses vão eleger um presidente em uma votação de dois turnos em 23 de abril e 7 de maio. Pesquisas de opinião têm previsto por meses que a líder de extrema-direita Marine Le Pen iria passar para o segundo turno, mas depois perder na fase final.

A líder da Frente Nacional, Le Pen, faz uma campanha com uma plataforma de tirar a França da União Europeia e do euro. O político de extrema esquerda Jean-Luc Melenchon também defendeu a possibilidade de um Frexit.

"Não é segredo que não estaremos torcendo loucamente para o resultado de domingo apontar um segundo turno entre Le Pen e Melenchon", disse Schaeuble. "Tenho grande confiança na racionalidade republicana dos franceses".