Membros do FMI eliminam compromisso anti-protecionismo, mas mantêm compromissos cambiais

sábado, 22 de abril de 2017 14:03 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Países membros do Fundo Monetário Internacional se comprometeram neste sábado a trabalhar para reduzir os desequilíbrios globais, mas não conseguiram repetir sua promessa anterior de resistir a todas as formas de protecionismo.

O Comitê Monetário e Financeiro Internacional, órgão diretor do FMI, também repetiu compromissos passados sobre taxas de câmbio.

"Vamos nos abster de desvalorizações competitivas e não direcionaremos nossas taxas de câmbio para fins competitivos", disse o comitê em comunicado.

"Trabalharemos juntos para reduzir os desequilíbrios globais excessivos por meio de políticas apropriadas e estamos trabalhando para fortalecer a contribuição do comércio para nossas economias", disse.

(Reportagem de David Lawder e Leika Kihara)