Dólar cai 1% ante real com alívio com eleições na França

segunda-feira, 24 de abril de 2017 18:27 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar encerrou a segunda-feira em queda firme ante o real, mas longe da mínima da sessão, com alívio dos investidores após o resultado do primeiro turno das eleições francesas e com as pesquisas indicando que o eleitorado deve eleger um governo de centro, e não de extrema-direita que colocaria em risco a permanência da França na União Europeia.

O mercado, entretanto, seguiu atento à cena política doméstica, sobretudo ao andamento da reforma da Previdência no Congresso.

O dólar recuou 0,97 por cento, a 3,1267 reais na venda, depois de bater 3,1180 reais na mínima do dia. O dólar futuro tinha baixa de cerca de 0,80 por cento no final da tarde.

"O desfecho de ontem na França permitiu ao mercado voltar a assumir risco, mas sem se esquecer das reformas", resumiu um profissional de câmbio.

Na véspera, o candidato de centro Emmanuel Macron deu um grande passo rumo à Presidência da França ao ganhar o primeiro turno das eleições, avançando para o segundo turno da votação, em 7 de maio, contra a líder de extrema-direita Marine Le Pen.

Levantamento Opinionway nesta segunda-feira colocou o concorrente de centro com vantagem de 61 por cento contra 39 por cento da adversária, de postura nacionalista e que alimenta temores de que a França possa sair da União Europeia, como optou recentemente a Grã-Bretanha.

"O receio com Le Pen era grande, especialmente em tempos de Brexit e Donald Trump (presidente dos Estados Unidos) se colocando como delicadas surpresas protecionistas nos dois lados do Atlântico", informou a corretora H.Commcor em relatório.

No exterior, o euro saltava mais de 1 por cento ante o dólar após o resultado das eleições francesas e aliviando os temores de outro choque político sistêmico no segundo turno.   Continuação...

 
Pacote de notas de cinco dólares dos Estados Unidos
26/03/2015
REUTERS/Gary Cameron/File Photo