PPG aumenta para US$29 bi oferta por Akzo Nobel

segunda-feira, 24 de abril de 2017 18:11 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters) - A fabricante de tintas PPG Industries aumentou em cerca de 8 por cento oferta pela Akzo Nobel, para 26,9 bilhões de euros, elevando a pressão para a rival holandesa iniciar negociações.

A PPG disse que a proposta é um convite final para a Akzo entrar nas negociações e inclui uma taxa de fracasso caso o acordo seja rejeitado por órgãos reguladores, em uma tentativa de abordar preocupação levantada pela Akzo quando recusou duas propostas anteriores da empresa norte-americana.

O movimento aumenta a expectativa sobre a Akzo para o próximo encontro anual da empresa que acontecerá na terça-feira, onde a empresa encontrará um grupo de acionistas insatisfeitos com as rejeições à oferta da PPG. As ações da Akzo, fabricante das tintas Dulux, saltaram em mais de 6 por cento para o recorde de 82,95 euros depois da nova proposta ser anunciada.

Os acionistas, liderados pelo fundo Elliott Advisors, disseram que a Akzo pode ao menos iniciar conversas exploratórias com a PPG.

"Eu penso que isso é importante para eles fazerem a devida diligência e sentarem para nos ouvir", disse em entrevista o presidente-executivo da PPG, Michael McGarry.

"O conselho de administração da Akzo Nobel vai avaliar cuidadosamente e considerar essa proposta", disse a Akzo, que é obrigada por lei a analisar a proposta.

O fundo Elliott, que possui 3,25 por cento de participação na Akzo, disse que a oferta da PPG é muito superior ao valor que a Akzo poderia alcançar como empresa independente.

A PPG disse que a proposta equivale a 96,75 euros por ação da Akzo e é composta por 61,50 euros em dinheiro, 0,357 ação ordinária da PPG e dividendo de 7,78 euros.

(Por Toby Sterling, Maiya Keidan e Greg Roumeliotis)