Nippon Steel e fundo L Par pedem adoção de voto múltiplo em assembleia sobre conselho da Usiminas

terça-feira, 25 de abril de 2017 09:50 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Usiminas informou nesta terça-feira que a acionista controladora Nippon Steel e o fundo L Par, do empresário Lírio Parisotto, apresentaram pedido para a adoção de sistema de voto múltiplo na assembleia da companhia marcada para a quinta-feira para eleição de membros do conselho de administração da siderúrgica brasileira.

O sistema de voto múltiplo, considerado um mecanismo para dar força aos acionistas minoritários de uma companhia, permite que os votos dos investidores em uma assembleia valham a mesma quantidade que o número de membros do conselho de administração.

"Os acionistas Geração Futuro L. Par Fundo de Investimento em Ações, GKJE Associates L.P., Nippon Steel & Sumitomo Metal Corporation e Sankyu S.A. ... apresentaram à companhia requerimentos para a adoção do processo de voto múltiplo na eleição dos membros do conselho de administração", informou a Usiminas em comunicado ao mercado.

Na véspera, a justiça de Minas Gerais negou recurso da Nippon Steel para anulação de reunião do conselho de administração da Usiminas que elegeu no final de março o executivo Sergio Leite como presidente-executivo da siderúrgica.

Além do pedido de voto múltiplo, a Usiminas informou que recebeu pedido do acionista minoritário Tempo Capital proposta para que o conselho de administração da companhia tenha 12 membros, das quais 10 vagas a serem preenchidas na assembleia marcada para quinta-feira. A Tempo também indicou o engenheiro Ricardo Reisen de Pinho como candidato a membro do conselho da siderúrgica.

(Por Alberto Alerigi Jr.)