25 de Abril de 2017 / às 22:17 / em 6 meses

Vendas da Lojas Renner sobem no 1º tri, mas margem tem leve piora

SÃO PAULO (Reuters) - A Lojas Renner divulgou nesta terça-feira alta de 9,1 por cento nas vendas mesmas lojas no primeiro trimestre, ajudada pela adequada composição de estoques no início do ano e da boa aceitação dos itens de outono-inverno, mas a margem teve queda.

O desempenho mostra uma forte recuperação em relação ao avanço de 1,3 por cento nos primeiros três meses de 2016 e acontece após dois trimestres seguidos de resultado negativo dado o difícil quadro econômico no país.

De acordo com o diretor financeiro e de relações com investidores da Lojas Renner, Laurence Gomes, o desempenho superou a expectativa da companhia.

Ele atribuiu o resultado a mudanças na equipe de compras, melhor abastecimento, lançamento antecipado e ajustado de coleção - que ficou disponível de imediato no site e no dia seguinte nas lojas da rede.

Ele lembrou que no começo de 2016 o desempenho foi afetado por atrasos na importação de produtos e problemas de qualidade de fornecedores, que não ocorreram este ano. Além das vendas, o executivo destacou fluxo maior de clientes, com aumento também no número de peças por venda.

As bandeiras Camicado e Youcom também contribuíram, com aumentos de vendas de 26 e 100 por cento, respectivamente.

Laurence afirmou que não houve mudança no ritmo de vendas nas primeiras semanas de abril, mas considerou prematuro uma estimativa de tendência para o segundo trimestre.

“É muito cedo para estimar algum coisa para trimestre, que tem datas importantes, como o Dia das Mães e Dias dos Namorados, bem como o clima é muito importante para o período”, disse.

No trimestre a Lojas Renner teve lucro líquido de 67 milhões de reais, alta de 2,2 por cento ante mesma etapa de 2016.

Analistas projetavam lucro de 70,3 milhões de reais para o período, segundo estimativas compiladas pela Thomson Reuters.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado total (varejo mais produtos financeiros) da companhia somou 190,4 milhões de reais, alta de 2,5 por cento.

O número foi ajudado pelo resultado de produtos financeiros, que totalizou 79,1 milhões de reais, alta de 14,9 por cento na base ano a ano, e representou 41,5 por cento do Ebitda ajustado total, refletindo menores perdas em crédito e aumento nas receitas geradas pelo Private Label e Meu Cartão.

O Ebitda ajustado da operação de varejo, por sua vez, somou 111,4 milhões de reais, queda de 4,8 por cento.

MARGENS PIORAM

A companhia ainda apurou aumento de 14,7 por cento na receita líquida das vendas de mercadorias, a 1,2 bilhão de reais, mas as margens tiveram leve piora. A margem bruta das operação de varejo atingiu 54,4 por cento, ante 55,6 por cento um ano antes. A margem Ebitda ajustada total recuou 1,9 ponto percentual, a 15,4 por cento.

A margem bruta da operação de varejo foi influenciada principalmente pelo efeito do câmbio para produtos importados e pelo ambiente promocional, num ambiente macroeconômico adverso, mais sensível a preço, afirmou a empresa.

O trimestre também apontou alta de 13,3 por cento na despesa operacional, devido a projetos como instituiçao financeira e as lojas no Uruguai, além da abertura de novas lojas. Mas em relação à receita a despesa caiu 0,5 ponto, a 43,5 por cento.

A varejista inaugurou nove lojas no trimestre, sendo três da Renner, uma da Camicado e cinco da Youcom, enquanto foram encerradas duas lojas da Camicado. No fim de março, o grupo operava com 303 lojas da Renner, 64 da Youcom e 84 da Camicado.

A empresa mantém meta de inaugurar de 60 e 65 lojas em 2017.

A abertura das novas lojas no trimestre consumiu 21 milhões de reais do total de 66,5 milhões de reais. Para todo o ano, a Lojas Renner prevê investimentos de 500 milhões de reais.

No caso da financeira, Gomes a empresa aguarda uma inspeção pré-operacional do Banco do Brasil, que pode ocorrer em maio. A expectativa é de que a unidade comece a operar até julho.

A Lojas Renner realiza teleconferência sobre o resultado na quarta-feira, às 13h (horário de Brasília). Nesta terça-feira, as ações fecharam em alta de 0,24 por cento.

Por Paula Arend Laier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below