Empregados da Samarco aprovam nova suspensão temporária de contratos de trabalho

quarta-feira, 26 de abril de 2017 20:28 BRT
 

(Reuters) - Os empregados da Samarco Mineração aprovaram nesta quarta-feira a suspensão temporária de contratos de trabalho de parte do efetivo a partir de 1º de junho até o fim de julho, informou a empresa que está com as suas atividades operacionais paralisadas desde novembro de 2015.

"A proposta foi aceita como a melhor solução para a manutenção dos postos de trabalho", disse a Samarco, uma joint venture da brasileira Vale e da anglo-australiana BHP Billiton.

A Samarco mantém um quadro próprio de cerca de 1.800 funcionários e a proposta de suspensão dos contratos foi aprovada por cerca de 98 por cento dos empregados, disse a empresa. A partir de agora, a empresa definirá o grupo de empregados que terá seus contratos temporariamente suspensos.

Desde o rompimento da barragem do Fundão, em Mariana (MG), em novembro de 2015, que resultou na paralisação das atividades da mineradora, a Samarco já deu licença remunerada, férias coletivas e suspendeu temporariamente os contratos em duas outras ocasiões, além de ter adotado um programa de Demissão Voluntária e Involuntária.

(Reportagem de Marta Nogueira)