Lucro líquido da Multiplan cai 22,5% no 1º tri e soma R$54,3 mi

quarta-feira, 26 de abril de 2017 22:19 BRT
 

Por Gabriela Mello

SÃO PAULO (Reuters) - A gestora de shopping centers de alto padrão Multiplan teve lucro líquido de 54,277 milhões de reais no primeiro trimestre de 2017, uma queda de 22,5 por cento em relação ao mesmo período de 2016.

Conforme material de divulgação do balanço, o resultado foi afetado pelo efeito não-caixa da remuneração baseada em ações, por maiores despesas financeiras e pelos efeitos de depreciação e amortização relacionados às aquisições de participações recentes.

A Multiplan apurou geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 187,315 milhões de reais, 5,8 por cento menor que a observada entre janeiro e março de 2016. A margem Ebitda caiu para 67,2 por cento, de 71,3 por cento no primeiro trimestre do ano passado.

A receita líquida somou 278,7 milhões de reais, praticamente estável em relação aos 278,8 milhões de reais apurados um ano atrás. As vendas totais de lojistas cresceram 6,1 por cento ano a ano, para 3,2 bilhões de reais, marcando o melhor desempenho dos últimos oito trimestres.

No conceito de vendas mesmas lojas, o crescimento acelerou para 3,2 por cento em relação ao de 1,6 por cento verificado no primeiro trimestre de 2016, com destaque para os segmentos de artigos do lar & escritório e serviços. Já as vendas na mesma área subiram 5,6 por cento, mais que o aumento de 4,2 por cento de um ano atrás.

A taxa de ocupação média dos shoppings centers atingiu 97,4 por cento ao fim de março, ante 97,3 por cento em dezembro e 97,9 por cento em março de 2016. Enquanto isso, o custo de ocupação ficou praticamente estável em 14 por cento, conforme o aumento do aluguel foi compensado parcialmente pelas vendas maiores.

A Multiplan investiu 174,6 milhões de reais de janeiro a março, dos quais 91 milhões de reais na aquisição de participação minoritária no ParkShoppingBarigüi, no Paraná, e 42,6 milhões de reais no desenvolvimento de novos shopping centers.

A alavancagem medida pela relação dívida líquida sobre Ebitda caiu para 2,39 vezes, de 3,04 vezes em dezembro do ano passado, após conclusão em março do aumento de capital privado no valor de 600 milhões de reais, o que reforçou a posição de caixa da empresa.