27 de Abril de 2017 / às 14:00 / 4 meses atrás

Estácio vê melhora em inadimplência no médio prazo com nova estratégia de captações, diz CEO

SÃO PAULO (Reuters) - A Estácio Participações espera que a nova estratégia de captações e uma política de crédito mais restritiva reduzam os índices de inadimplência no médio prazo, disse o presidente da empresa, Pedro Thompson.

"Estamos mais restritivos em critérios de renegociação de dívidas e implementamos regras de cobrança mais austeras", afirmou em teleconferência com analistas e investidores sobre os resultados do primeiro trimestre.

De janeiro a março, a Estácio provisionou despesas de 48,1 milhões de reais com inadimplência, 69,4 por cento maiores ante um ano atrás, conforme o balanço.

Embora a nova estratégia de precificação da empresa, com menos isenções, bolsas e descontos, tenha elevado a evasão e reduzido as captações nos três primeiros meses do ano, o executivo ressaltou que a Estácio não perdeu participação em mercados de relevância.

"E acredito que teremos boas notícias no médio prazo com essa nova estratégia", disse Thompson, destacando que a evasão entre os calouros já caiu 23,7 por cento no primeiro trimestre ano a ano.

Questionado sobre as despesas com publicidade, o executivo atribuiu a alta anual de 7,3 por cento à sazonalidade das captações e reiterou que a tendência é de queda no decorrer do ano.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below