Preços recuam 1% com aumento da produção e sinais de demanda mais fraca

segunda-feira, 1 de maio de 2017 17:23 BRT
 

Por David Gaffen

NEW YORK (Reuters) - Os preços do petróleo recuaram 1 por cento nesta segunda-feira, com o avanço da produção na Líbia e nos Estados Unidos contrabalançando cortes na produção liderados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo com objetivo de acabar com o excesso da oferta.

Sinais de crescimento mais fracos do que o esperado da atividade industrial chinesa e números mais fracos da indústria norte-americana também pesaram nas expectativas para a demanda de petróleo e no mercado. [nL1N1I20G9] [nE6N1HC02F]

O contrato Brent LCOc1 para julho recuou 0,53 dólar, ou 1,02 por cento, para 52,52 dólares o barril, enquanto o contrato para junho nos Estados Unidos CLc1 recuou 0,99 por cento, ou 0,49 dólar para 48,84 dólares o barril.

O volume foi fraco, com cerca de 336 mil contratos trocando de mãos, menos do que a média de 520 mil contratos. Os preços do petróleo caíram em nove das últimas 13 sessões.

((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7723))

REUTERS CV RBS