Brasil aprova 4 pedidos de "drawback" para importação de café verde

terça-feira, 9 de maio de 2017 17:22 BRT
 

SÃO PAULO/BRASÍLIA (Reuters) - O Brasil aprovou quatro pedidos de "drawback" para importação de café verde e posterior exportação do produto solúvel, de acordo com nota do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços desta terça-feira, o que seria primeiro passo para uma inédita importação do grão pelo maior produtor global, uma medida que sempre enfrentou oposição de cafeicultores.

Segundo a nota, o volume de "drawback" de café já aprovado é de cerca de 5.893 sacas de 60 kg, de um volume total de 500 mil sacas permitido, ou cerca de 5 por cento da produção nacional do café conilon (robusta). Com o mecanismo, a importação em geral não paga tarifas, desde que o produto industrializado seja exportado.

O ministério afirmou que os pedidos de importação por meio de "drawback" foram recebidos após o não aparecimento de interessados em vender o produto nos dois leilões privados realizados pelo governo em 22 de março, diante da escassez de café conilon no mercado brasileiro após quebras de safras.

O ministério afirmou também que, embora autorizações de "drawback" de café já estejam acontecendo, ainda não houve importação efetiva, ou produto desembarcado no país.

(Por Roberto Samora e Anthony Boadle)

 
Funcionário transporta sacas de 1 tonelada em armazém de café em Santos, no Brasil
10/12/2015
REUTERS/Paulo Whitaker