Transmissora de energia Taesa define novo CEO na próxima semana, dizem fontes

terça-feira, 9 de maio de 2017 17:17 BRT
 

Por Guillermo Parra-Bernal

SÃO PAULO (Reuters) - Os acionistas controladores da Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) estão prestes a definir um novo presidente para a companhia, o que deverá acontecer em uma reunião do Conselho de Administração agendada para a quarta-feira da próxima semana, disseram à Reuters duas fontes com conhecimento do assunto.

A disputa pelo cargo está entre o diretor Jurídico e Regulatório da companhia, Luciano de Araújo Ferraz, e o atual presidente da Renova Energia, Carlos Figueiredo, disseram as fontes, que falaram sob a condição de anonimato porque o assunto é sigiloso.

O novo executivo irá substituir João Procópio, que deixou o cargo em maio e tem sido substituído interinamente pelo diretor técnico Marco Antonio Resende Faria.

Segundo as fontes, a escolha do sucessor de Procópo levou mais tempo que o esperado inicialmente devido a uma disputa por poder entre os acionistas da controladora da Taesa, a elétrica mineira Cemig, que tem como donos o governo do Estado de Minas Gerais, e a construtora Andrade Gutierrez.

Uma das fontes disse que o favorito para assumir a direção da Taesa é Ferraz, que contaria com o apoio do presidente do Conselho de Administração da Cemig, José Afonso Bicalho, que é também secretário da Fazenda de Minas Gerais.

Procurado, Ferraz disse que "não existe indicativo dos acionistas" quanto à sugestão de seu nome para presidir a Taesa.

Segundo o relatório anual da Taesa publicado em 17 de abril, Ferraz é alvo de denúncia do Ministério Público de Minas Gerais sob acusação de ter sido contratado irregularmente sem licitação por um município mineiro.

Ferraz não quis comentar a acusação.   Continuação...