Internet móvel virou principal canal bancário no Brasil em 2016, diz estudo

quarta-feira, 10 de maio de 2017 15:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O acesso a serviços financeiros por meio de aparelhos móveis, o chamado mobile banking, tornou-se em 2016 o principal canal para transações bancárias no Brasil, segundo um estudo da consultoria Deloitte divulgado nesta quarta-feira.

O levantamento contratado pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) apontou que 34 por cento operações bancárias realizadas no país no ano passado ocorreram por meio de dispositivos como telefones celulares e tablets, ante 20 por cento em 2015.

Em termos absolutos, o mobile banking foi responsável por 21,9 bilhões de um total de 65 bilhões de operações bancárias no ano passado.

Já o internet banking veio em segundo lugar, com participação de 23 por cento. Juntos, internet e dispositivos móveis responderam por 57 por cento das movimentações financeiras do país. A pesquisa envolveu 17 instituições financeiras, ou 91 por cento do mercado.

Segundo o diretor de tecnologia e automação bancária da Febraban, Gustavo Fosse, atualmente 42 milhões de contas ativas no país contam com acesso por canais móveis, um salto de 27 por cento sobre o ano anterior.

Outro dado apontado pelo estudo é que 9,5 milhões de clientes fazem mais de 80 por cento de suas operações pelos canais móveis. "O uso do mobile deve crescer ainda mais com o avanço das contas totalmente digitais", afirmou Fosse.

Atualmente há quase um milhão de contas totalmente digitais e a expectativa da Febraban é que esse número chegue a 3,3 milhões até o fim deste ano.

(Por Aluísio Alves)