Coty supera estimativas de lucro e vendas com forte participação do mercado brasileiro

quarta-feira, 10 de maio de 2017 16:53 BRT
 

(Reuters) - A fabricante de produtos de beleza Coty reportou lucro trimestral e vendas maiores do que o esperado, impulsionados pela forte demanda por marcas como Calvin Klein e pelas recentes aquisições das marcas gnd e Younique.

As ações da empresa chegaram a subir 15 por cento para o maior nível em quase seis meses, a 20,50 dólares, nesta quarta-feira.

A empresa firmou vários negócios no ano passado para ganhar participação no mercado, em meio à forte concorrência, e reduzir sua dependência do negócio de perfumes.

A Coty comprou no ano passado mais de 40 marcas da Procter & Gamble, o negócio de cuidados pessoais e de beleza da empresa brasileira Hypermarcas, a maior parte da varejista de cosméticos online Younique e a marca de aparelhos de alta tecnologia para modelar cabelo, ghd.

O presidente-executivo da Coty, Camilo Pane, disse que o Brasil se destacou no trimestre, apesar da recessão, com o aumento das vendas na faixa de dois dígitos, com a empresa vendendo mais esmaltes de unha e produtos para cabelo que são acessíveis e à prova de recessão.

O negócio de beleza da Coty apresentou aumento de 5 por cento nas vendas, refletindo fortes contribuições da Younique e um mês de vendas do acordo com a Hypermarcas. O negócio de beleza respondeu por quase metade das vendas totais.

A Coty disse que sua receita do terceiro trimestre cresceu 6 por cento para 2,03 bilhões de dólares em moeda constante e após ajuste das vendas do ano anterior para a aquisição da P&G. O resultado supera a estimativa média de analistas de 1,94 bilhão de dólares, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

Excluindo as aquisições, as vendas recuaram 2 por cento em moeda constante.

As vendas no negócio de luxo da Coty, que vende perfumes de alta qualidade, como Calvin Klein e Hugo Boss, subiram 2 por cento. As vendas na divisão profissional subiram 14 por cento, impulsionadas apenas pela ghd.   Continuação...