Margem obtida pela Oi no 1º tri é sustentável, diz presidente

quinta-feira, 11 de maio de 2017 14:51 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O presidente-executivo da Oi, Marco Schroeder, afirmou nesta quinta-feira que a companhia em recuperação judicial considera como sustentável a margem de lucro obtida no primeiro trimestre.

"A margem do trimestre é uma evolução em relação aos últimos trimestres... É sustentável", disse Schroeder em teleconferência com analistas, acrescentando que a empresa tem novos produtos para serem lançados nos próximos meses que devem ajudar os resultados da companhia.

O executivo comentou ainda que a Oi não vislumbra necessidade neste momento de sofrer intervenção pelo governo federal, uma vez que tem melhorado indicadores de qualidade.

A companhia divulgou na véspera que encerrou o primeiro trimestre com margem de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de operações continuadas de 27,9 por cento ante 25,8 no mesmo período de 2016.

Às 12:30, as ações ON da Oi operavam estáveis e os PN exibiam valorização de 0,9 por cento. Os papéis não integram o Ibovespa, que subia 0,26 por cento no horário.

Schroeder reafirmou aos analistas expectativa da Oi de que a assembleia de credores sobre o plano de recuperação judicial da companhia poderá ocorrer no final do terceiro trimestre e que a Oi segue aberta a eventuais novas mudanças no plano. Uma segunda lista de credores deve ser apresentada à Justiça no Rio de Janeiro na próxima segunda-feira, disse o executivo.

Questionado sobre a possibilidade de um aumento de capital na Oi, Schroeder respondeu que "ainda não há definição" e que "é muito prematuro falar em estrutura, montante ou prazo. Estamos olhando sim, mas não chegamos a conversar com ninguém. Se tiver convergência poderemos considerar mais alguma alteração" no plano de recuperação.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

 
Matriz da Oi no Rio de Janeiro
22 de junhoo de 2016 REUTERS/Sergio Moraes