Dólar cai ante real, mas cautela com cena política permanece

sexta-feira, 26 de maio de 2017 12:23 BRT
 

Por Claudia Violante

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar era negociado em baixa ante o real nesta sexta-feira, quebrando a sequência de dois pregões seguidos de alta, com os investidores ainda cautelosos com a cena política brasileira após a grave crise que afeta o governo do presidente Michel Temer.

Às 11:56, o dólar recuava 0,80 por cento, a 3,2569 reais na venda, após acumular alta de 0,51 por cento nas suas sessões passadas. O dólar futuro tinha queda de cerca de 0,65 por cento.

"O mercado está oscilando pontualmente entre 3,25 e 3,30 reais. O investidor está de olho no Congresso, esperando o desfecho da crise e não está montando novas posições", afirmou o operador da corretora Spinelli Corretora José Carlos Amado.

O mercado vem trabalhando com a expectativa de que Temer deixe a Presidência pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que julgará a cassação ou não da chapa Dilma Rousseff-Temer no próximo dia 6, e que seu substituto seja um nome de consenso com capacidade para dar andamento às reformas da Previdência e trabalhista.

"Se as reformas entrarem em rota de aprovação no Congresso, não importará o chefe do Executivo, teremos cotações abaixo dos 3,15 reais novamente", informou a corretora Lerosa em relatório.

Temer vem repetindo que não pretende deixar o cargo e trabalha para tentar dar continuidade à pauta do governo no Congresso.

Ele é alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça, em investigação aberta com base em acordo de delação fechado pelo empresário Joesley Batista, um dos donos da JBS. O presidente teve uma conversa gravada pelo executivo.

O recuo da moeda norte-americana nesta sessão, segundo alguns profissionais também foi favorecido por fluxo pontual de entrada de recursos. Mas a cautela vai continuar prevalecendo, também por causa da proximidade do final de semana e diante do feriado de Memorial Day nos Estados Unidos na próxima segunda-feira, que manterá os mercados de lá fechados.

O Banco Central brasileiro vendeu nesta sexta-feira mais um lote de 8 mil swaps cambiais tradicionais --equivalentes à venda futura de dólares--, completando 3,6 bilhões de dólares da rolagem dos contratos que vencem de junho, que totaliza 4,435 bilhões de dólares.

 
Foto ilustrativa mostra notas de dólar dos Estados Unidos ao lado de notas de real. 10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes