S&P não vê necessidade de rever rating da China agora, diz diretor

segunda-feira, 29 de maio de 2017 10:08 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A agência de classificação de risco Standard & Poor's deve seguir seu cronograma regular de avaliações para a China, e não vê qualquer base neste momento para uma reunião do comitê fora do programado, disse o diretor sênior de ratings soberano da S&P para Ásia-Pacífico, Kim Eng Tan, nesta segunda-feira.

A Moody's cortou na semana passada o rating da China em um nível, colocando-o em pé de igualdade com o da Fitch. Assim, a S&P está um degrau acima das duas outras agências, mantendo a classificação "AA-" da China, com perspectiva negativa que mantém desde março de 2016.

"Eu não acho que tenha havido nada que possa justificar a convocação de um comitê fora do cronograma neste momento, por isso é provável que sigamos nosso padrão de revisão regular", disse o diretor, sem informar quando seria essa revisão regular.

A Moody's cortou o rating soberano da China para a "A1", afirmando prever que a força financeira da segunda maior economia do mundo perderá ímpeto nos próximos anos à medida que o crescimento diminui e a dívida continua crescendo.