29 de Maio de 2017 / às 13:15 / 5 meses atrás

Dólar tem leve alta ante real com baixo volume por feriado nos EUA e cautela política

Foto ilustrativa mostra notas de dólar dos Estados Unidos ao lado de notas de real. 10/09/2015 REUTERS/Ricardo Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - Em dia de feriado nos Estados Unidos, o dólar tinha leve alta ante o real nesta segunda-feira, pregão que terá volume reduzido e com os investidores ainda focados na crise política doméstica que atingiu em cheio o governo do presidente Michel Temer.

Às 10:12, o dólar avançava 0,26 por cento, a 3,2738 reais na venda, depois de acumulado alta de 0,25 por cento na semana passada. O dólar futuro tinha leve alta de cerca de 0,40 por cento.

“A falta de liquidez deve provocar oscilações, com poucos negócios tendo mais influência sobre as cotações”, afirmou o gerente de câmbio da corretora Fair, Mário Battistel.

Os mercados financeiros nos Estados Unidos estão fechados nesta sessão por conta do feriado do Memorial Day, o que acaba reduzindo bastante o volume de negócios em outras praças porque os investidores evitam tomar posições sem essa importante referência.

No Brasil, a crise política que eclodiu há quase duas semanas também continuava trazendo cautela ao mercado local, com temores de que Temer --que está sendo investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF)-- pode não ter força política para aprovar as reformas, em especial a da Previdência, considerada essencial para colocar as contas públicas em ordem.

Na véspera, Temer anunciou a troca do ministro da Justiça, nomeando para o cargo Torquato Jardim, que comandava o Ministério da Transparência, no lugar de Osmar Serraglio, movimento que pode ter como objetivo fortalecer a posição do presidente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) às vésperas do início do julgamento que pode cassá-lo.

“Esses movimentos para tentar se manter no cargo não são bem vistos. Temer já perdeu parte da base, fica mais difícil aprovar as reformas”, acrescentou Battistel.

O julgamento pelo TSE sobre a cassação da chapa Dilma Rousseff/Temer está marcado para o próximo dia 6 e o mercado ainda trabalha com a expectativa de que ela será cassada e um nome de consenso entrará no lugar de Temer e dará andamento às reformas, mesmo que ainda mais desidratadas.

O Banco Central realiza nesta sessão mais um leilão de até 8 mil swaps cambiais tradicionais --equivalentes à venda futura de dólares-- para rolagem dos contratos que vencem em junho.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below