Reforma trabalhista deve ser votada no plenário do Senado em 2 ou 3 semanas, diz relator

terça-feira, 30 de maio de 2017 16:44 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O relator da reforma trabalhista no Senado, Ricardo Ferraço (PSDB-ES), afirmou nesta terça-feira que a proposta deve ser votada no plenário da Casa em meados de junho, e descartou a alternativa de ser apresentado requerimento para que ela não tenha que ser apreciada em comissões.

"Estou imaginando que entre duas ou três semanas nós temos toda a condição de estar com esse processo, esse projeto sendo votado aqui no plenário do Senado", afirmou.

Ferraço reiterou a expectativa de votação da matéria na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) na próxima terça-feira. Depois disso, irá apresentar seu relatório na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) no dia seguinte, estimando que a votação será feita na semana seguinte. A próxima etapa será então a análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Ao ser questionado sobre a possibilidade de votação de um requerimento de urgência para que a matéria vá direto a plenário, Ferraço disse que o tema não está posto e que defende "a manutenção do calendário que foi combinado".

(Por Marcela Ayres)

 
Visão geral do Senado durante sessão em Brasília, no Brasil
13/12/2016
REUTERS/Adriano Machado