Governo avalia dividir em trechos projeto da ferrovia Bioceânica, diz ministro do Planejamento

terça-feira, 30 de maio de 2017 16:51 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O governo federal está estudando dividir o projeto da chamada ferrovia Bioceânica em trechos para torná-lo mais atrativo aos investidores privados, disse nesta terça-feira o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira.

O governo estima em 40 bilhões de reais o custo total do projeto, que vem sendo defendido há anos pelo governo da China, e que tem como objetivo baratear as exportações de grãos e minérios da América do Sul.

Ao dividir a obra na parte brasileira em lotes menores, distribuídos a mais de uma empresa, o governo reduz o risco individual de cada investidor que se interessar em integrar o projeto, e pode aumentar o interesse pela obra.

A ideia da grande ferrovia seria unir os oceanos Atlântico e Pacífico, passando por regiões produtoras de grãos importantes, como o Centro-Oeste do Brasil.

Pelo desenho que vem sendo discutido até agora, de quase 4 mil quilômetros de extensão, a ferrovia chegaria ao Pacífico pelo Peru, passando também pela Bolívia.

(Por Daniel Flynn)