Mercados chineses sobem mas ganhos são limitados com preocupações sobre regra de negociação

quarta-feira, 31 de maio de 2017 08:37 BRT
 

XANGAI/HONG KONG (Reuters) - Os mercados acionários da China encerraram em alta nesta quarta-feira, mas a maior parte do ganho inicial foi apagado, na medida que os investidores procuraram avaliar o impacto das novas regras de negociação nas vendas.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,36 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,24 por cento.

Em maio, o SSEC recuou 1,2 por cento, sua terceira perda mensal seguida, enquanto o CSI300 acumulou alta 1,6 por cento.

Ambos os índices saltaram no início da sessão, com os investidores comemorando as regras do governo para restringir a venda "intensiva" pelos acionistas, mas a euforia inicial acabou rapidamente, na medida em que os investidores contemplavam os efeitos colaterais das regras.

A intenção dos reguladores é evitar a venda maciça de ações e estabilizar o mercado. Mas, para os acionistas sem intenção de vender, as regras "podem levá-los a vender mais cedo, por medo de que as restrições de vendas se tornem mais duras no futuro", disse o estrategista da Pacific Securities Wang Yu.

O índice MSCI estava praticamente estável nesta quarta-feira, tendo o quinto mês consecutivo de alta acumulada, com dados mostrando que a atividade industrial da China cresceu em um ritmo constante neste mês, o que tranquilizava os investidores preocupados com uma desaceleração da segunda maior economia do mundo.

O índice MSCI, que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão, tinha queda de 0,05 por cento às 7:35 (horário de Brasília).

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,14 por cento, a 19.650 pontos.   Continuação...

 
Investidor observa informações sobre ações em Nanjing, na China.  24/05/2017 REUTERS/Stringer