Produção de açúcar da Índia saltará em 17/18 com boas chuvas, diz indústria

quarta-feira, 31 de maio de 2017 10:06 BRT
 

Por Rajendra Jadhav

MUMBAI (Reuters) - A produção de açúcar da Índia em 2017/18 provavelmente saltará em um quarto ante a temporada anterior para 25 milhões de toneladas, conforme estão previstas decentes chuvas de monção, disse à Reuters um dirigente da indústria.

Essa recuperação do volume de produção para níveis próximos aos de consumo poderia prejudicar a demanda por importações do maior consumidor mundial do adoçante, arrastando os preços internacionais que já estão perto de seus mais baixos valores em mais de um ano.

A Índia foi forçada a importar 500 mil toneladas de açúcar na safra 2016/17 que termina em 30 de setembro, após um forte fenômeno climático de El Niño ter resultado em severas secas em 2015.

"O suprimento local será suficiente para satisfazer a demanda. Nós não precisamos mais de importações", disse Prakash Naiknavare, diretor-gerente da Federação Nacional de Usinas de Açúcar Cooperativas, nesta quarta-feira.

Uma forte recuperação na safra da Índia teria potencial de afetar o Brasil, o maior produtor e exportador de açúcar.

A monção da Índia, que está prevista para entregar chuvas normais em 2017, atingiu a costa sudoeste do país na terça-feira, dois dias antes do habitual.

"Na próxima temporada, esperamos uma forte recuperação na produção de Maharashtra devido às chuvas de monção", disse Naiknavare.

O estado ocidental de Maharashtra é o segundo produtor de açúcar da nação. Uma queda acentuada na produção lá devido a secas consecutivas levou o país a permitir importações isentas de impostos.   Continuação...

 
Campo de cana-de-açúcar nas redondezas de Ahmedabad, na Índia. 28/02/2015 REUTERS/Amit Dave