Ibovespa sobe com ajuste e de olho em dados econômicos; política segue no radar

quinta-feira, 1 de junho de 2017 11:28 BRT
 

Por Flavia Bohone

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa operava no azul nesta quinta-feira, buscando uma recuperação após cair quase 2 por cento na véspera e de olho na economia do país, que confirmou as expectativas e cresceu no primeiro trimestre ante os últimos três meses de 2016.

O cenário político, contudo, ainda desperta cautela.

Às 11:26, o Ibovespa subia 0,67 por cento, a 63.130 pontos. O giro financeiro era de 1,4 bilhão de reais.

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1 por cento no primeiro trimestre ante os últimos três meses de 2016, em linha com expectativa do mercado segundo pesquisa Reuters. Já na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, o PIB encolheu 0,4 por cento.

Para analistas da corretora Lerosa Investimentos, os números são positivos, mas não o suficiente para "se comemorar com entusiasmo", uma vez que já eram esperados e com os receios em torno do cenário político ainda elevados.

O governo segue tentando mostrar normalidade na condução da agenda no Legislativo desde a crise que atingiu o Planalto, após denúncias contra o presidente Michel Temer. Essa expectativa por andamento nas reformas tem amparado alguma tentativa de recuperação do Ibovespa, embora operadores destaquem que ainda é preciso mais clareza sobre a situação política para que o índice retome um viés claro de alta.

Na véspera, o Banco Central também confirmou as expectativas do mercado e cortou a selic em mais 1 ponto percentual, para 10,25 por cento ao ano, mas indicou uma desaceleração no ritmo, em meio à crise política.

O tom positivo nesta sessão ainda era amparado pelo desempenho favorável em Wall Street, que subia na esteira de dados melhores que o esperado do emprego no setor privado.   Continuação...