Produção de petróleo no Brasil cai em abril pela 4ª vez consecutiva

quinta-feira, 1 de junho de 2017 11:51 BRT
 

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A produção de petróleo no Brasil caiu em abril pela quarta vez consecutiva ante o mês anterior, após o recorde registrado em dezembro, com o impacto de paradas programadas da Petrobras, mostraram dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) nesta quinta-feira.

O Brasil produziu 2,539 milhões de barris de petróleo por dia (bpd) em abril, queda de 0,4 por cento ante o mês anterior. Ao longo do mês, a petroleira estatal realizou paradas programadas.

Na comparação com o mesmo mês do ano passado, houve uma alta de 10,9 por cento da produção, impulsionada principalmente pelo desenvolvimento das áreas no pré-sal ao longo do último ano.

A produção brasileira de gás natural em abril, por sua vez, somou 103 milhões de metros cúbicos por dia (m3/d), queda de 1,2 por cento ante março e alta de 7,1 por cento ante o mesmo mês do ano passado.

A produção total de petróleo e gás natural no país em abril foi de aproximadamente 3,184 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d).

Do montante total, o pré-sal foi responsável por 47 por cento, com a produção de 1,496 milhão de boe/d, sendo 1,207 milhão de bpd de petróleo e 45,9 milhões de m³/d de gás natural, uma redução de 0,2 por cento em relação ao mês anterior.

A Petrobras produziu em abril 1,986 mi de bpd, segundo os cálculos da ANP, queda de 1,8 por centro em comparação com março.

A empresa informou anteriormente que a retração em abril ante março foi devido principalmente à continuidade da parada programada da plataforma P-37, no campo de Marlim, e à parada programada da P-43, nos campos de Barracuda e Caratinga, ambas na Bacia de Campos.   Continuação...

 
Bomba de petróleo perto de Midland, no Texas
03/05/2017
REUTERS/Ernest Scheyder